janeiro 2014

You are currently browsing the monthly archive for janeiro 2014.

Uma das lições mais importantes que se pode tirar das ideias de Mestre Gaiarsa é o valor de as pessoas se perceberem. Não só saber que o outro está ali ao lado, espacialmente perto, mas olhá-lo, prestar atenção a ele [ continua ]

Tags: , , , , , , , ,

Diz o publicitário muito inteligente e algo revoltado que o grão de talento com que nascemos é superestimado em relação à disciplina e ao trabalho árduo. Já ouvi isso também numa entrevista do Bruno Barreto… [ continua ]

Tags: , , , , ,

É difícil, muito difícil. É árduo entender e aceitar certos sucessos de bilheteria. Quem na adolescência e juventude, como eu, assistiu a Guerra nas Estrelas, Os Caçadores da Arca Perdida e A Hora do Espanto, por exemplo, tem dificuldade de engolir superficialidades cinematográficas [ continua ]

Tags: , , , , , ,

De uns tempos para cá, a Globo mudou o estilo de suas chamadas para as próprias atrações da casa. De simples cenas do programa e locução basicamente com informações de dia e horário, começaram a ser veiculadas pequenas “criações” – algo, digamos, entre a vinheta e autopublicidade. [ continua ]

Tags: , , , , , ,

A rebeldia mais ou menos típica da juventude parece estar criando uma geração de publicitários que chega perto de desprezar sentido, lógica, consistência. Imagino que os representantes dessa vertente acreditem que esses fatores são dogmas ultrapassados da velha guarda, coisa conservadora de reacionário careta da profissão. [ continua ]

Tags: , , , , , , ,

Gaiarsa, a fonte

Quando descobri Mestre Gaiarsa, primeiro na TV, depois nos livros, depois pessoalmente, fui assaltado por uma sensação difusa, um sentimento (pressentimento, se quiserem) de que o que aquele sábio tinha para me ensinar era muito, muito importante – fundamentalmente importante. [ continua ]

Tags: , , , , ,

A campanha de cartão de crédito que tem o Paolo Rossi e o Zidane é inversamente proporcional em criatividade àquela bobagem em que o Ronaldo aparece mal e ridiculamente caracterizado como um arremedo de Netuno. [ continua ]

Tags: , , , , ,

E todos quiseram ser diretos, claros, objetivos, informativos, descritivos, e assim abriu-se mão do mistério, da curiosidade, da delicadeza, da sutileza, da surpresa, da… iluminação. [ continua ]

Tags: , , , , , , , ,

Retorno

Este blog esteve parado de 20 de dezembro até hoje por absoluta exaustão intelectual do autor. Trabalho, estudos, planos e – por que não? – relacionamentos complexos tornaram forçosa uma pausa, a fim de recuperar a energia para escrever e o apetite de pensar. [ continua ]